Por que devo contratar o serviço de auditoria fiscal se já tenho quem cuide da minha contabilidade?

A principal preocupação do setor contábil é realizar a escrituração contábil, rodar folhas de pagamento, entregar as declarações e cumprir inúmeros prazos.

Diante dessa enorme carga de trabalho, não se pode exigir que esse setor consiga acompanhar todas as alterações que ocorrem diariamente nas legislações especificas concernentes à tributação.

Ademais, caso a empresa dependa da prestação do serviço contábil externo, deve-se ater ao fato de que, por possuir inúmeros clientes de diferentes setores, cada qual possui suas peculiaridades legislativas.

O foco do nosso serviço é a análise da legislação tributária em conjunto com o trabalho do setor contábil, pois ambos, apesar de terem focos distintos, complementam-se.


Qual o custo do serviço oferecido?

NÃO HÁ CUSTO, e sim INVESTIMENTO, pois não cobramos nenhum valor inicial. Os honorários, na recuperação ou compensação de tributos, quando devidos, serão um percentual referente ao benefício gerado para a empresa, assim, não há nenhum risco ao contratar este serviço.

O meu negócio toma todo meu tempo e não conseguirei participar e acompanhar o trabalho.

O trabalho realizado pela TIMM & POLETTO é feito remotamente através do fornecimento do acesso aos dados contábeis. O empresário não precisa se preocupar em perder seu tempo, pois o serviço será acompanhado pela sua própria contabilidade.


Tenho receio de que haja retaliação por parte da Receita Federal se forem feitas modificações na área fiscal da minha empresa.

Isso não é verdade. O contribuinte tem direito de aproveitar-se de créditos não utilizados ou pagos indevidamente. Isso é feito através da correção das declarações.

A Receita não está interessada em retaliações por exercício legal do direito do empresário, mas sim na inconsistência das declarações que, através do cruzamento de dados, identifiquem divergência nas informações. Ou seja, deve-se ter cuidado ao contratar a prestação do serviço, pois há muitas empresas que fazem de forma errada.

O trabalho irá apontar eventuais divergências para que sejam corrigidas, evitando que a empresa tenha problemas futuros.


Todas as empresas têm créditos a receber?

Não. Cada caso deve ser analisado minuciosamente para saber se há ou não valores a serem recuperados.


Vi diversos anúncios em sites e nas mídias sociais que sugerem a certeza de valores ou percentuais.

Isso NÃO EXISTE. É impossível saber se a empresa tem algo a recuperar e quantificar esse valor baseando-se apenas no CNPJ e ramo de atividade. A única forma de confirmar isso é analisando as informações contábeis e as operações comerciais da empresa.

Profissionais que prometem percentuais, fixos ou valores significativos, sem ter acesso aos dados contábeis completos, possivelmente não têm conhecimento do que fazem.

Havendo crédito, como os aproveitarei?

Há duas hipóteses para o aproveitamento de créditos tributários: a compensação ou a restituição em dinheiro.

Na COMPENSAÇÃO, utiliza-se o crédito para abater de débitos já existentes ou, a depender do caso, débitos que surgirão no decorrer do exercício da atividade empresarial.

Na RESTITUIÇÃO EM DINHEIRO, o valor é devolvido pelo Estado (União ou Estados) diretamente na conta da empresa. Nenhum valor passa pela nossa empresa.